chat Online

A+

A-

Voltar

Setor de resseguro demanda especialistas

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   9 de Setembro de 2022 às 15:35

A abertura do mercado de resseguros no Brasil teve início em 2007, com a aprovação da lei complementar 126/07. A legislação trouxe mudanças consideráveis para este setor e o consolidou como um segmento com campo de trabalho atrativo.

Dentre os benefícios gerados por este cenário destacam-se a expansão das atividades e o aumento do número de resseguradoras que operam no País, hoje por volta de 140 empresas.

Quinze anos após a abertura, o setor encontra-se consolidado, mas continua passando por mudanças desafiadoras, muitas delas atreladas às tendências macroeconômicas negativas ocasionadas pela guerra entre Rússia e Ucrânia e pelas catástrofes ambientais, que atingiram US$ 111 bilhões em 2021, 33% acima do valor de 2020, segundo estudo da Swiss Re.

Demanda por profissionais

Na opinião do especialista em Seguros, Resseguro, Subscrição de Riscos e Gerenciamento de Risco, Luiz Macoto Sakamoto, os desafios desta transição também são influenciados pelo mercado de seguros. “O setor de seguros está sofrendo várias alterações e o setor de resseguro, que dá proteção às operações das seguradoras, tem o desafio de prover esta proteção”.

Coordenador da pós-graduação em Gestão de Resseguro da Escola de Negócios e Seguros (ENS), Macoto ressalta que as mudanças dos últimos anos demandam profissionais com conhecimentos em ambos os setores. “O mercado de resseguros, quer seja em contratos, quer seja em facultativos, exige profissionais qualificados. Como o resseguro fornece proteção às operações da seguradora, o profissional de resseguro deve entender o mercado de seguros, acrescido do conhecimento necessário para operação no mercado de resseguro”.

Atuação como gestor em resseguro

Macoto explica que a pós-graduação foi desenvolvida com o intuito de preencher esse gargalo por profissionais capacitados, e destaca as áreas que mais carecem de especialistas. “Por certo a subscrição de riscos, tanto por contratos automáticos quanto por contratos facultativos, é uma área que necessita de visão holística do processo de seguros e de resseguros”.

Segundo o docente, o curso abrange todos os tipos de contratos de resseguro. “O foco é na operação, na subscrição e na parte jurídica, assim como nos players e suas funções específicas deste mercado, e nos principais ramos que necessitam da proteção do resseguro”.

O curso é dividido em quatro módulos: Introdução ao Resseguro; Práticas de Resseguro; Aspectos Jurídicos do Contrato de Resseguro; e Especificidades do Resseguro por Segmento ou Carteiras.

O início das aulas está previsto para 13 de setembro, visite o site da ENS e conheça a pós em Gestão de Resseguro.

Outras Notícias

30/05/2022 - 01:05

Mulheres no mercado de seguros: participação em chefia cresceu, mas diferença salarial permanece

ler mais

29/19/2022 - 01:19

ECOA, a plataforma de streaming do seguro

ler mais

28/30/2022 - 01:30

Última oportunidade do ano para se tornar corretor

ler mais

27/55/2022 - 01:55

ENS lança nova pós sobre Regulação de Seguros

ler mais