chat Online

A+

A-

Voltar

Otimismo e união do setor marcaram a abertura do Congresso de Corretores

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   10 de Março de 2022 às 10:45

Entre 3 e 5 de março, em Campinas (SP), o setor de seguros voltou a se reunir em um grande evento, após dois anos de pandemia da Covid-19. Organizado pela Fenacor e o Sincor-SP, o 22º Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros recebeu cerca de 2 mil pessoas vacinadas, seguindo todos os protocolos de segurança. 
 
Realizada no dia 3, a solenidade de abertura contou com a presença do presidente da Escola de Negócios e Seguros (ENS) e deputado federal, Lucas Vergilio; do presidente da Fenacor, Armando Vergilio; do presidente do Sincor-SP, Boris Ber; do superintendente da Susep, Alexandre Camillo; do presidente da CNseg, Marcio Coriolano; do presidente do Ibracor, Joaquim Mendanha; e do prefeito de Campinas, Dário Saad. 

“Este é o nosso evento da retomada, dois anos após o primeiro caso confirmado de Covid-19 no Brasil. Aqui, hoje, começa uma nova era que traz muitas expectativas para todos nós. É um marco histórico!”, destacou Armando Vergilio. 
 
Setor fortalecido 
 
O executivo ressaltou que o setor está saindo da pandemia ainda mais fortalecido, resiliente e preparado para atender e proteger a sociedade, amparar as famílias, assegurar a continuidade dos negócios e prover um futuro seguro para todos. “Poucas categorias podem se orgulhar tanto quanto os corretores de seguros pelo que têm feito ao longo da mais séria e grave crise na saúde pública da nossa história. A sociedade, hoje, já nos vê e nos percebe como os agentes do bem-estar social e do desenvolvimento econômico”. 

O presidente da Fenacor também apontou que pesquisas recentes evidenciam o desejo da população pela assessoria, consultoria, orientações e atendimento dos corretores de seguros. “As pessoas e os empresários nos procuram e nos ouvem antes das decisões, porque sabem que, dessa forma, estão garantindo a proteção de suas famílias ou dos seus negócios”. 
 
Representando a entidade coanfitriã, Boris Ber reforçou a importância do bom relacionamento entre as instituições do mercado. “Nós, corretores de seguros, somos resilientes, provamos isso mais uma vez durante essa pandemia, cumprindo o nosso dever de levar proteção à sociedade no momento em que mais precisou”. 

Em seu pronunciamento, o presidente do Ibracor, Joaquim Mendanha, destacou que o mercado de seguros se apresentou à sociedade durante a pandemia. “Não tenham dúvidas que nós, corretores de seguros, mostramos cada vez mais a nossa importância na proteção. Vamos, sim, celebrar a vida e os novos desafios que virão”. 
 
Enaltecendo a pujança do setor, o presidente da CNseg, Marcio Coriolano, destacou que os dois últimos anos colocaram todos à prova. “Depois de um crescimento nominal de atividades de 1,3% em 2020, fomos para um crescimento de 11,9% em 2021, ou um crescimento real de 3,3%. Ainda muito aquém do que a sociedade merece, é verdade. Porém, melhor do que outros setores da economia. Porque assim quis a sociedade, enxergando a proteção dos seguros como um abraço solidário e eficaz em todo esse período”. 
 
União e boas perspectivas 

Alexandre Camillo, superintendente da Susep, disse que o tema do evento – “O setor de seguros e o corretor, realidade e perspectivas” - representa um momento de boas mudanças, com sua nomeação, um corretor de seguros, para o principal cargo da Susep. “Isso se traduz em uma conquista para o setor, relevante para todos os participantes, mas, especialmente, para os corretores de seguros. O diálogo está estabelecido e considero uma conquista para o setor”. 

Sobre essa conquista, ele agradeceu a articulação do deputado federal e presidente da ENS, Lucas Vergilio. “Em um estado democrático que felizmente vivemos, tudo se faz através da política, e isso não é ruim. É a mobilização política que faz com que as pessoas sejam indicadas, escolhidas e nomeadas dentro de suas características e do que aquele momento exige. Se vivemos um momento de conquistas elencadas por mim, esse momento é graças à mobilização política desse jovem e brilhante deputado que, ao entender as necessidades que tínhamos em nossos anseios, se mobilizou junto a outras forças políticas para que eu hoje aqui estivesse como superintendente da Susep”. 

O presidente da ENS e deputado federal, Lucas Vergilio, declarou ter muito orgulho de ser político no momento em que muitas pessoas desacreditam desta ciência. “Somos um time e, através dessa união de esforços, estamos hoje em São Paulo realizando o nosso congresso brasileiro no maior mercado do País. Sabemos que São Paulo tem um grande evento, o Conec, e aqui damos um sinal de união, é isso que estamos construindo nos quatro cantos do País: união de corretores de seguros”, disse. 

“Temos aqui na mesa lideranças do setor que vêm conduzindo nossa união de corretores de seguros. Se não fosse por esse objetivo do presidente Armando Vergilio, não estaríamos aqui hoje com tanta união e boas perceptivas, pois sabemos que teremos um ambiente regulatório muito mais saudável, que vai possibilitar o crescimento para o setor e nosso País”, enfatizou o presidente da ENS. 

O prefeito de Campinas, Dário Saad, destacou a honra da cidade em receber o evento. “Esse congresso tem valor muito grande, é o primeiro grande evento que Campinas recebe depois desse período tão difícil. O corretor de seguros é um verdadeiro consultor, alguém que vende o produto e dá assistência durante todo o período de proteção. E é esse atendimento que fez o setor crescer e ter a importância de hoje”, concluiu. 

Outras Notícias

19/55/2022 - 12:55

Diversidade: cinco pilares que podem transformar vidas e empresas

ler mais

18/58/2022 - 02:58

Nômades Digitais: conheça quem faz do mundo o seu escritório!

ler mais

17/50/2022 - 01:50

“Foi uma experiência que expandiu meus conhecimentos sobre seguros”

ler mais

16/35/2022 - 01:35

“Demografia e Economia nos 200 anos da Independência do Brasil” terá transmissão ao vivo

ler mais