chat Online

A+

A-

Voltar

Na Semana ENEF, diretor geral da ENS mediou debate sobre previdência complementar

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   12 de Novembro de 2021 às 17:54

Para debater a importância da previdência complementar, além de explicar as formas de contratação e os benefícios dos produtos deste segmento, foi realizado, na última quarta-feira, 11 de novembro, o webinar “Planos de Previdência Privada, por que contratar?”. O evento fez parte da Semana ENEF 2021, iniciativa que ocorre anualmente desde 2014 e tem como finalidade promover ações de educação financeira, previdenciária, securitária e fiscal no País.

Transmitido pelo YouTube e mediado pelo diretor geral da ENS, Tarcísio Godoy, o encontro contou com a participação do coordenador de Monitoramento de Seguros de Pessoas e Previdência da Susep, Diogo Jorge dos Santos, do coordenador-geral de Estudos Técnicos e Análise Conjuntural da SPREV, Mauricio Leister, e do presidente da Comissão de Produto por Sobrevivência da FenaPrevi, João Batista Ângelo.

Características e vantagens

Mauricio Leister apresentou os riscos e fatores relevantes que devem ser considerados na hora de planejar a aposentadoria, como longevidade, doença, invalidez, pensão por morte, inflação, investimentos e insolvência. “Muitas vezes as pessoas contam com a aposentadoria social, mas, em muitos casos, contar apenas com o INSS não é uma atitude muito prudente. Ninguém deve confiar o planejamento de sua aposentadoria somente na previdência pública ou na previdência privada. Os riscos estão distribuídos nas duas opções”, salientou.

As principais vantagens e especificidades da previdência complementar aberta foram explicadas por Diogo dos Santos, que destacou que esta modalidade pode ser contratada por qualquer pessoa, a qualquer momento. “Não é preciso contribuir todo mês. É claro que é importante ter um planejamento financeiro, mas sabemos como é a vida. E, se por um momento ficar apertado, as caraterísticas do plano permitem que não seja obrigatório contribuir todo mês. O ideal é que acumule recursos para garantir renda no futuro”.

Outra vantagem, segundo ele, é que os benefícios podem ser recebidos em parcelas mensais ou em pagamento único. Além disso, como as empresas do segmento possuem fins lucrativos, em um eventual caso de déficit, serão responsáveis por arcar com os custos das obrigações assumidas. “Isso representa uma camada de segurança a mais”.

Por que olhar para o futuro?

Em sua explanação, João Batista provocou a reflexão sobre a necessidade de olhar para o futuro e garantir uma segurança financeira na aposentadoria. Segundo ele, a previdência privada pode ser justificada por meio de três pilares relevantes.

“O primeiro ponto é que estamos vivendo mais. Em segundo, em qualquer país do mundo, o modelo de previdência social sempre terá seus limites. Portanto, é importante que os trabalhadores busquem meios de complementar esses benefícios tão relevantes que o governo já concede à sociedade, mas que, em muitas realidades, podem carecer de um complemento. E terceiro porque é um instrumento que ajuda as pessoas a manterem um certo nível de organização e também permite diversificar modelos de investimento”.

Batista ressaltou que pequenas economias podem fazer uma grande diferença no futuro, não somente da própria pessoa que poupou, mas de outros membros da família. “Existe um poder em guardar o dinheiro que às vezes é a renúncia de uma cerveja por semana, e eventualmente reencontramos esse dinheiro. Um pouquinho por mês, guardado com disciplina por muito tempo, pode transformar a vida da própria pessoa ou de seus familiares”.

Tarcísio Godoy complementou com a informação de que, pelo valor de um saco de pipoca por dia, é possível juntar recursos para que um parente faça um curso de graduação tecnológica na ENS. “Se informem, porque, de fato, a massificação da educação é algo muito positivo para o nosso País. Ao longo do período em que estiver trabalhando é importante acumular recursos. Se vamos viver mais e correr mais riscos, é importante ter essa proteção”.

#VemdeZap

João Batista também falou sobre o Vem de Zap, novo projeto criado por uma parceria entre a ENS e a FenaPrevi, que visa estimular nos jovens a consciência dos benefícios dos seguros de pessoas e dos planos previdência, por meio da divulgação de vídeos e e-books com linguagem leve e acessível.

“Estamos tentando levar para a sociedade uma mensagem mais simples do valor que existe na previdência como instrumento que ajuda as famílias a se protegerem de imprevistos, de eventuais situações difíceis, no período pós-trabalho. Mostrar que esses produtos têm um importante papel em nos ajudar a garantir a proteção para nós mesmos e para aqueles que amamos, quando vivenciamos uma situação de redução ou até perda total de renda, como houve na pandemia em todo mundo”, finalizou Batista.

Outras Notícias

06/15/2021 - 01:15

ENS lança Portal Acontece, ambiente com conteúdo e notícias sobre Seguros e Carreiras

ler mais

02/17/2021 - 01:17

"Investimento a longo prazo é a oitava maravilha do mundo", afirma especialista

ler mais

01/57/2021 - 12:57

Inscrições abertas para o Concurso ENS/PUC-Rio de Artigos Acadêmicos

ler mais

30/57/2021 - 01:57

Artigo: Fatos Relevantes sobre a Habilitação dos Corretores de Seguros

ler mais