chat Online

A+

A-

Voltar

Mudanças geradas pela pandemia do coronavírus demandam novas formações

Por Coordenadoria de Comunicação   |   6 de Maio de 2020 às 10:26

“Este é um outro mundo que veio para ficar, é um mundo novo. Não vamos recomeçar de onde paramos”. É dessa forma que o professor, diretor da Carelink e sócio-diretor da B2Saúde, Charles Lopes, define o momento que vivemos, diante da pandemia do novo coronavírus.

Em Live no Instagram, realizada na última quarta-feira, 29 de abril, o especialista conversou com a diretora de Ensino Técnico da ENS, Maria Helena Monteiro, sobre “Saúde Suplementar em Tempos de Crise do Novo Coronavírus”. A transmissão contou com a participação de mais de 80 pessoas ao vivo.

Lopes falou sobre as coberturas dos seguros e planos de saúde durante a pandemia, mudanças nas cláusulas e novas recomendações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) sobre exames, atendimentos e internações.

O professor também abordou os impactos econômicos que o setor de Saúde deverá sofrer. “Há uma corrida para a cobertura de uma nova doença, porém, por conta de toda a comoção social, que faz com que as pessoas evitem sair de casa, os hospitais estão vazios, já que as pessoas não estão indo por qualquer problema”.

Outro aspecto que Lopes ressaltou é que, atualmente, 40% dos insumos médicos são comprados em dólar, e o valor da moeda já teve mais de 30% de aumento em 2020. “Isso significa que o custo médico subiu pelo menos 30% e certamente haverá impactos financeiros”.

Novas forma de atuação

De acordo com o professor, uma das grandes mudanças trazidas pela pandemia foi a autorização do Conselho Federal de Medicina para a prática da telemedicina, que consiste em atendimentos médicos e psicológicos por meios virtuais. “Isso veio para ficar, acredito que será permanente. Essa situação impôs novas formas de relação, agora o médico pode falar diretamente com seu paciente e já podemos ver uma mudança nesse mercado”.

Questionado pelos participantes da Live sobre a rede de funcionários que acaba sendo prejudicada com a telemedicina, como recepcionistas e atendentes, Charles Lopes afirmou que poderá ser necessário reformular essas atividades.

Maria Helena Monteiro concordou e acrescentou que as profissões vão passar por muitas transformações. Segundo ela, haverá novas formas de atuação, o que irá demandar atualizações profissionais. “A Covid acelerou muitas mudanças, inclusive no mercado de trabalho e no ensino. As pessoas vão ter que mudar também”.

A diretora explicou que a ENS está se preocupando em criar cursos técnicos mais aprofundados, que atendam às necessidades do momento. “Também já estamos sendo contratados por operadoras para formar corretores especializados, que tenham profundo conhecimento dos produtos”.

Lopes concordou e afirmou que este é o momento para se especializar. “O mundo é feito de crises. A tecnologia está invadindo a vida das pessoas nesse momento e o que eu indico para os alunos é sempre estudar mais. Procurem o tempo inteiro se especializar. Se não melhorarem sua capacidade de trabalho, vão ficar para trás. Agora, vão sobreviver aqueles que mais se adaptarem e atualizarem”, finalizou.

Próxima edição

Na sequência da programação de Lives em seu Instagram, a ENS realizará, na próxima quarta-feira, 6 de maio, debate sobre “Direito do Consumidor e Pandemia”. A convidada será Angelica Carlini, advogada, pós-doutora em Direito Constitucional e sócia e diretora da Carlini Sociedade de Advogados.

A transmissão terá início às 16h. Para acompanhar as Lives da ENS basta seguir o perfil @oficial.ens para receber avisos sobre cada evento.

Outras Notícias

15/21/2021 - 11:21

Riscos Cibernéticos: live tirou dúvidas e explicou detalhes da modalidade

ler mais

14/30/2021 - 10:30

Programas explicam contratos de seguros e como potencializar vendas

ler mais

13/25/2021 - 02:25

Data Science e Inteligência Artificial são temas de pós-graduação

ler mais

11/25/2021 - 03:25

Dicas e fatores de sucesso para empreendedores foram abordados no Circuito de Insurtech

ler mais