chat Online

A+

A-

Voltar

ENS 50 Anos: Seguro Garantia foi tema do ciclo sobre Inovação

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   24 de Julho de 2021 às 17:40

Na tarde da última quarta-feira, 21 de julho, a ENS promoveu, em parceria com a ANSP, o sexto encontro do ciclo “Inovação no Setor de Seguros – Experiência de Mercado”. A série faz parte das ações comemorativas pelo aniversário de 50 anos da Escola. Transmitida no canal do YouTube da ENS, a live reuniu o CEO da Junto Seguros, Leonardo Boguszewski, a head de Garantias e Crédito da Marsh, Tatiana Moura, e o professor da ENS, Maurício Leite, que mediou os debates.

Na abertura do evento, o diretor geral da ENS, Tarcísio Godoy, citou um dos slogans atuais da Escola, que afirma que “estamos respirando novos ares”, a fim de ratificar o propósito do ciclo de encontros sobre inovação.

“Este é o nosso sexto encontro de um conjunto em que temos confirmada a participação de mais de 15 executivos do mercado, quer seja de seguradoras, quer seja de corretoras, para poder mostrar ao setor o quão inovador tem sido nosso campo de atuação. O mundo tem mudado cada vez mais e são ares novos que fazem com que possamos também apresentar soluções novas. Hoje, estamos falando bastante sobre digitalização, porém, inovação, não é algo necessariamente ligado à tecnologia. Fazer alguma coisa de maneira diferente sempre é uma inovação”, salientou.

Tema central do encontro, o Seguro Garantia, considerado um produto “antigo”, conforme comentou o professor da ENS, Maurício Leite, sofreu modificações na medida em que empresas como a Junto Seguros e a Marsh facilitaram processos e criaram mecanismos de inovação dentro deste segmento.

Ato de inovar: mudança de mentalidade

Para o CEO da Junto Seguros, Leonardo Boguszewski, o primeiro aprendizado sobre este processo de inovação é saber que esta ação não diz respeito à aplicação de metodologia ágil, implementação de scrum dentro das empresas ou tentativa de aumentar o número de profissionais de TI dentro da casa, mas que o ato de inovar passa por uma mudança de mentalidade.

“E essa mudança vem com o tempo, ela não nasce pronta. Neste momento, posso fazer esta afirmação, a Junto passou com sucesso por esta jornada. Há 25 anos, colocamos o Seguro Garantia de pé, fomos líderes com muita folga por muito tempo. Porém, o mercado se tornou competitivo. Aquele mercado disputado por poucos, hoje, já possui mais de 40 players. A forma de contratação do produto também foi se alterando à medida que a regulamentação foi evoluindo e a complexidade na venda do produto se tornou maior. Então, a Junto se obrigou a olhar para a situação do mercado recente para atuar. E o processo digital deixa de ser o diferencial e passa a se tornar o básico para que a gente sobreviva. Percebemos, portanto, que era preciso trabalhar diferente e nos colocamos como a primeira seguradora digital de Seguro Garantia”.

Novas resoluções para criação de produtos

head de Garantias e Crédito da Marsh, Tatiana Moura, conta que, hoje, na corretora, que possui 150 anos e atuação em 130 países, são emitidas cerca de 22 mil apólices por ano. O que, em outros tempos, seria impensável, uma vez que as apólices eram emitidas de forma física e precisavam ser protocoladas em cartório. Para ela, o avanço tecnológico trouxe uma facilidade também para os clientes, fazendo com que eles pensem e avaliem o valor do corretor.

“O lado bom de ser corretor é a proximidade com os clientes e observar a necessidade de transformação deles de forma mais latente. O que estamos vivendo agora é impressionante. É um mercado que precisava mesmo dar este passo, assim como todos os outros. E creio que nunca a Susep fez tantas provocações ao mercado de seguros, neste sentido, com várias consultas públicas, várias novas resoluções. Apenas em resoluções que afetam o Seguro Garantia, temos a circular 407, que versa sobre liberdade de criação de produtos, temos uma consulta pública sobre uma nova regulamentação de Seguro Garantia... enfim, tudo isso permitindo a criação e a inovação de produtos e serviços. Nunca o corretor de seguros teve de provar tanto o seu valor com relação aos clientes. É nesta hora que o corretor precisa mostrar inovação. E, como já foi citado aqui, inovação não é apenas uma questão digital, inovação é fazer algo não necessariamente disruptivo, mas fazer algo que resolva a vida do cliente”, pontuou.

Próxima parada

Na próxima quarta-feira, 28 de julho, às 16h, o 7º encontro do circuito de lives sobre Inovação receberá como convidados o diretor Jurídico da Bradesco Seguros, Ivan Gontijo, o vice-coordenador da Cátedra de Canais de Distribuição da ANSP, Marcelo Blay, e o professor da ENS, Adilson Neri. Interessados em assistir à transmissão podem se inscrever gratuitamente no endereço ens.vc/inovacaosetorseguros7.

Outras Notícias

15/21/2021 - 11:21

Riscos Cibernéticos: live tirou dúvidas e explicou detalhes da modalidade

ler mais

14/30/2021 - 10:30

Programas explicam contratos de seguros e como potencializar vendas

ler mais

13/25/2021 - 02:25

Data Science e Inteligência Artificial são temas de pós-graduação

ler mais

11/25/2021 - 03:25

Dicas e fatores de sucesso para empreendedores foram abordados no Circuito de Insurtech

ler mais