chat Online

A+

A-

Voltar

ENS 50 Anos: segunda live do ciclo sobre Inovação reuniu ícones do setor

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   18 de Junho de 2021 às 18:0

Em parceria com a Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP), a ENS promoveu, na última terça-feira, no seu canal do YouTube, o segundo encontro do ciclo de lives “Inovação no Setor de Seguros – Experiência de Mercado”. A série de eventos faz parte das ações comemorativas pelo aniversário de 50 anos da Instituição, celebrado no dia 30 deste mês.

O encontro desta semana reuniu o presidente executivo da SulAmérica, Ricardo Bottas, o presidente da Alper Consultoria em Seguros, Marcos Couto, e o diretor de Relações com o Segmento Saúde da ANSP, Jorge Abel, que mediou a transmissão.

Na abertura, o diretor geral da ENS, Tarcísio Godoy, externou a felicidade em poder ter dois ícones do mercado segurador em um mesmo evento. “É uma honra reunir Ricardo Bottas, presidente de uma das maiores e mais antigas seguradoras do Brasil, e Marcos Couto, presidente da Alper, que tem feito uma transformação incrível nesta corretora, única listada no mercado da Bolsa de Valores. Reafirmo que o nosso objetivo com o ciclo de lives é ouvir, destes ícones de nosso setor, o que de fato tem sido inovador na prática. Temos muitos cursos, trabalhamos com muitas teorias, mas quisemos trazer um ciclo de palestras que permita ao mercado escutar pessoalmente cada um destes representantes e suas experiências”, explicou.

Como a inovação e a transformação digital impactam o mercado de seguros foi a questão central dos debates. O diretor da ANSP, Jorge Abel, instigou os convidados a compartilharem os projetos que estão sendo desenvolvidos nas empresas em que atuam. “Vivemos uma nova realidade e isso exige soluções inovadoras de todos os operadores da nossa indústria, por isso, queremos ouvir de vocês a experiência prática de cada um e compartilhar com o mercado as novas ideias”, disse.

“Rever posicionamentos e atualizar estratégia é um processo de inovação”

Ricardo Bottas abordou a transformação de processos como um modo de inovar. “Sempre que falamos de inovação, associamos o digital como um meio para este conceito. Mas, creio que a SulAmérica, nesta trajetória de 125 anos, tem mostrado como é possível se reposicionar na forma dos seus portfólios de negócios, na sua linha de atuação, agora, mais recentemente, concentrada em proteção de pessoas, com um viés muito focado numa visão de benefícios, também como um processo de inovação. Às vezes, rever posicionamentos e atualizar a sua estratégia é um processo de inovação e não necessariamente sempre é baseado no digital”.

Com cerca de 4 mil funcionários e 40 mil corretores associados no País, a SulAmérica, segundo Bottas, não pode descartar o high touch, ainda que seja importante o high tech. “Ter alma digital muito mais do que ter instrumentos digitais é considerar o que é humano neste sistema, é a capacidade de as pessoas usarem ferramentas neste processo de inovação, transformando os processos e contribuindo para a sociedade com os nossos negócios”.

Investimentos e ações específicos para inovar

Corretora de seguros de grande porte listada na Bolsa de Valores, com operações em todos os ramos, a Alper passou por uma reestruturação de marca que deu à corretora o sobrenome “alta performance em seguros”.

“Mais do que uma transformação de marca, é um novo projeto. E não há como ter alta performance sem inovação, tecnologia e digital neste mundo novo. Manter os mesmos processos, portanto, não faz você sair do lugar. Desde então, temos feito investimentos e ações específicos para que isso tudo se materialize. Nos últimos dois anos, por exemplo, numa lista decrescente, atuamos como consolidadores de mercado, compramos oito corretoras de seguros e, neste processo, captamos recursos no mercado. Na última captação, fizemos questão de marcar que R$ 10 milhões seriam investidos puramente em tecnologia. Portanto, é muito fácil falar em tecnologia e inovação, mas, definitivamente, você não faz nada sem um investimento relevante”, pontuou Marcos Couto.

Especialistas em atender às demandas com soluções, especialmente no meio de um cenário pandêmico, os convidados pontuaram como a inovação rápida em seus produtos e processos foi oriunda do que as pessoas provocam e da vontade delas em resolver problemas.

“Inovação, muitas vezes, não é a criação de algo disruptivo, e sim, a solução efetiva de um problema. É interessante essa forma e essa visão. É claro que a inovação pode ser sim, uma solução disruptiva, mas o quanto você soluciona problemas utilizando a inovação contribui para esse processo de construção de um futuro novo”, resumiu Ricardo Bottas.

Próxima parada

No dia 7 de julho, às 19h, o circuito de lives sobre Inovação receberá como convidada a CEO da AXA no Brasil, Erika Medici. Interessados em assistir à transmissão devem ficar atentos ao site e redes sociais da ENS: ens.edu.br , facebook.com/EscolaDeNegociosESeguros/ e @oficial.ens .

Outras Notícias

23/00/2021 - 01:00

Nova RBRS analisa impactos da mortalidade no Seguro

ler mais

22/30/2021 - 11:30

Curso aprofunda conhecimento de inglês para seguros

ler mais

21/00/2021 - 11:00

Pós em Gestão Comercial tem últimas vagas

ler mais

20/28/2021 - 12:28

ENS e AIDA Brasil firmam parceria para realização de cursos

ler mais

Política de privacidade

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.