chat Online

A+

A-

Voltar

ENS 50 Anos: 5ª live do ciclo sobre Inovação abordou comportamento e tecnologia

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   16 de Julho de 2021 às 12:20

Na tarde da última quarta-feira, a ENS promoveu, em parceria com a ANSP, o quinto encontro do ciclo “Inovação no Setor de Seguros – Experiência de Mercado”. A série faz parte das ações comemorativas pelo aniversário de 50 anos da Escola. Transmitida no canal do YouTube da ENS, a live reuniu o diretor presidente da Porto Seguro, Roberto Santos, o consultor da H&H Corretora, Richard Furck, e o vice coordenador da Cátedra de Canais de Distribuição da ANSP, Marcelo Blay.

“Este quinto encontro é especial, pois traz o líder do mercado de seguros automóveis, não somente, mas também de outros ramos, e também líder em inovação, o presidente da Porto Seguro, Robertos Santos. A ideia deste evento é apresentar para quem nos acompanha o que o mercado tem feito de inovação na prática. A cada semana, a ENS, juntamente com a ANSP, que é o braço estudioso e analítico deste mercado, quer trazer para vocês não apenas a teoria, por meio de cursos e palestras da Escola e das cátedras que a ANSP desenvolve, mas escutar de viva-voz executivos que estão na linha de frente. E Roberto e Richard são exemplos de executivos que vão permitir esse debate”, destacou o diretor geral da ENS, Tarcísio Godoy, na abertura do evento.

Mediador do evento, Marcelo Blay iniciou lembrando que, há 20 anos, termos como insurtechs sequer existiam ou eram mencionados, assim como falar de startups ou omni-channel era como “citar grego”.

“Mesmo a palavra empreendedorismo não era tão usada como hoje. Estamos vivendo um momento de grande ebulição. Já é lugar comum falarmos da tal Revolução Digital, assim como a Revolução Industrial na segunda metade do século XVIII, transformando este mundo. Ainda mais turbinado por uma pandemia, que nos forçou a adaptar a uma tecnologia que talvez nem todos estivessem tão familiarizados. Como era de esperar, esta onda de digitalização chegou com força no mercado de seguros com a reinvenção de seguradoras e corretores, mudanças significativas no papel da Susep, como sandbox regulatório e open insurance, discussões sobre as associações de proteção veicular, discussões no Congresso Nacional, que impactam nosso setor, entre outras ações”, ponderou o acadêmico da ANSP.

Inovação em produtos e processos

Com quatro décadas de experiência no mercado de seguros e atuação em várias empresas e entidades do setor, entre elas a ENS, como aluno e professor, o diretor presidente da Porto Seguro, Roberto Santos, afirmou que a inovação sempre esteve presente na história da companhia, especialmente em produtos e processos que visam facilitar a vida do segurado e diminuir a frequência do sinistro.

“Um de nossos exemplos é o lançamento do brake light, que facilitou aos motoristas enxergar quando o carro da frente apertava o freio do seu veículo, evitando, assim, colisões parciais frequentes. Na época, as lanternas ficavam abaixo dos para-choques traseiros dos carros. Criamos, então, esse dispositivo, que era instalado na hora da vistoria prévia, na linha de visão do motorista de trás, a fim de diminuir as batidas. Atiramos numa coisa, acertamos em outra. Virou objeto de desejo e a Porto aumentou as vendas do seu Seguro Automóvel, pois todos queriam o tal do brake light, e, para isso, os consumidores iam até a vistoria da Porto para instalar o dispositivo e fazer o seguro. São exemplos do que é inovação. A inovação está presente no teu comportamento, não somente na tecnologia, que é o que estamos percebendo agora. Uma vez que a tecnologia também está trazendo grandes oportunidades de inovação”, contou Santos.

Da transformação à maturidade digital

Para Richard Furck, que é consultor, corretor de seguros há 30 anos e idealizador do programa “Mentor do Corretor” há 17 anos, estamos diante de profundas mudanças, nas quais é preciso enxergar a diferença entre risco e incerteza, além de ficarmos atentos ao fato de que a inovação foi tão acelerada que, hoje, ou você é digital ou não existe.

“Há dois anos, ainda falávamos sobre transformação digital. Hoje, a questão é de maturidade digital. No momento pré-pandemia estávamos com muitas dificuldades na parte ferramental da empresa e dependendo muito dos suportes de Tecnologia da Informação. Assim, fiz uma imersão com um consultor para entender o funcionamento das ferramentas tecnológicas disponíveis naquele momento. Então, quando em março passado veio a decretação da pandemia, as empresas pensando sobre ir ou não para casa, em abril, já não se podia mais pensar sobre isso, nós já havíamos, antes desta situação, antes da incerteza, enxergado o risco de não estar inserido no contexto digital de forma suficiente”, exemplificou Furck.

Próxima parada

Na próxima quarta-feira, 21 de julho, às 17h, o 6º encontro do circuito de lives sobre Inovação receberá como convidados o CEO da Junto Seguros, Leonardo Boguszewski, a head de Garantias e Crédito da Marsh, Tatiana Moura, e o professor na ENS, Maurício Leite. Interessados em assistir à transmissão podem se inscrever gratuitamente no endereço ens.vc/inovacaosetorseguros6.

Outras Notícias

18/08/2021 - 02:08

ENS promoveu oficina prática para formandos do curso de corretores

ler mais

15/21/2021 - 11:21

Riscos Cibernéticos: live tirou dúvidas e explicou detalhes da modalidade

ler mais

14/30/2021 - 10:30

Programas explicam contratos de seguros e como potencializar vendas

ler mais

13/25/2021 - 02:25

Data Science e Inteligência Artificial são temas de pós-graduação

ler mais