chat Online

A+

A-

Voltar

Diretora da ENS participou de programa sobre protagonismo feminino no mercado de seguros

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   28 de Março de 2022 às 14:3

No mês da mulher, o programa Seguro Sem Mistério, do grupo JRS Comunicação, deu sequência ao especial “Elas no Mundo e no Seguro”. Transmitida ao vivo pelo canal da JRS.digital no YouTube, a série de lives tem como proposta destacar o protagonismo feminino no mercado de seguros.

O último bate-papo, realizado no dia 10 de março, contou com a participação de quatro profissionais que são referência no setor: a diretora de Ensino Técnico da Escola de Negócios e Seguros (ENS), Maria Helena Monteiro; a superintendente Técnica Atuarial da Seguros Unimed, Lara Facchini; a diretora da Rio Grande Seguros e Previdência, Claudia Oliveira; e a diretora Social do Sindicato dos Corretores de Seguros do Estado do Rio Grande do Sul (Sincor-RS), Tânia Rosa.

Devolver o que o mercado ofereceu

As executivas debateram a participação da mulher no universo corporativo e compartilharam suas trajetórias profissionais, situações vividas durante anos de experiência e, principalmente, como fizeram a diferença e se tornaram protagonistas no setor de seguros.

“Comecei minha carreira na área de Recursos Humanos e estou há 20 anos trabalhando só com seguros. Fui vice-presidente de RH e Administração da SulAmérica e estou há 10 anos na ENS. Trabalhei em algumas grandes multinacionais, onde atuei no Brasil e no exterior. Hoje, como diretora de Ensino Técnico, estou devolvendo um pouquinho para o mercado tudo aquilo que eu recebi”, destacou Maria Helena.

A executiva enfatizou que as mulheres devem procurar se apresentar para o mercado e servir de exemplo para as demais. “Quando comecei minha carreira não tínhamos nenhum modelo a ser seguido. Era inimaginável ver mulheres em cargos de liderança. Nós não tínhamos uma mulher executiva que pudéssemos olhar e nos espelhar”.

Maioria no mercado de seguros

Maria Helena também destacou que a presença do público feminino em cargos de alta liderança e grande notoriedade é bem inferior quando comparada à dos homens. “Nos cargos de topo, a presença feminina é bem pequena, a pirâmide é um pouco perversa para o lado da mulher. De cada quatro dirigentes, só uma é mulher. E como as mulheres são maioria no mercado de seguros, nós deveríamos ter pelo menos um número equilibrado na direção das empresas”.

Baseando-se no estudo “Mulheres no Mercado de Seguros no Brasil”, desenvolvido pela ENS, a diretora afirmou que o cenário futuro é promissor. “Os números do último estudo, que fizemos em 2019, mostraram que as mulheres em cargos gerenciais estavam quase equiparadas com os homens. Eram 48% de mulheres, frente a 52% de homens. O que eu espero com o novo levantamento é que as mulheres já tenham superado os homens nos cargos de gerência intermediária. Isso é um prenuncio que elas, logo, logo, chegarão ao topo”, enfatizou.

Equidade de gênero

Outro dado importante apontado pela diretora da ENS foi que 45% das famílias brasileiras hoje são chefiadas por mulheres, e que o público feminino possui vivências que os homens nunca terão, como a maternidade. “As mulheres são um enorme ativo para as empresas. Pensar diferente é uma vantagem competitiva e, além de tudo, é uma vantagem reputacional”.

Ao finalizar, Maria Helena demonstrou otimismo em relação à ocupação feminina no mercado de trabalho. “Nós nunca tivemos tantas mulheres CEOs no mercado. Só posso acreditar no sucesso dessas profissionais que estão fazendo carreira no mercado de seguros”.

Outras Notícias

30/05/2022 - 01:05

Mulheres no mercado de seguros: participação em chefia cresceu, mas diferença salarial permanece

ler mais

29/19/2022 - 01:19

ECOA, a plataforma de streaming do seguro

ler mais

28/30/2022 - 01:30

Última oportunidade do ano para se tornar corretor

ler mais

27/55/2022 - 01:55

ENS lança nova pós sobre Regulação de Seguros

ler mais