chat Online

A+

A-

Voltar

Circuito “Empreendendo e Aprendendo” abordou detalhes do seguro M&A no mercado europeu

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   17 de Novembro de 2022 às 19:20

Na última quinta-feira, 10 de novembro, a Escola de Negócios e Seguros (ENS) promoveu o penúltimo episódio do ano do circuito de lives “Empreendendo e Aprendendo”. O encontro teve como convidada especial a senior underwriter de M&A da AIG na Alemanha, Isabel Pumar. 

Com mediação feita pelo gerente de Estratégia, Inteligência Comercial e Processos da ENS, Ronny Martins, o evento abordou os desafios de quem atua no mercado internacional, a carreira em seguros e o mercado de seguros europeu. 

Seguros para Fusões e Aquisições 

A advogada Isabel Pumar abriu falando sobre sua atuação na AIG e explicou como funciona a cobertura de serviços de fusões e aquisições. “Esse produto, o M&A (Mergers & Acquisitions), é um seguro de fusões e aquisições. Quando o comprador adquire uma empresa nós cobrimos os riscos transacionais da operação. Asseguramos se o que o vendedor declarou é verdadeiro e, se não for, cobrimos o sinistro. Mas não cobrimos o incêndio do prédio, por exemplo. A gente cobre uma fiação ruim que originou o incêndio”. 

Pumar destacou que as apólices envolvem cifras elevadas e demandam um trabalho minucioso. “Normalmente, essas operações são muito grandes e na AIG trabalhamos com operações acima dos 100 milhões de euros. Já fizemos uma operação de 16 bilhões de euros. Então, precisamos ter bastante responsabilidade”, complementou. 

Para a executiva, o M&A está evoluindo em uma crescente positiva, mas, em países com economia emergente, ainda é pouco difundido. “Na Europa, esse produto é muito disseminado. Nos Estados Unidos também. Na Inglaterra, Austrália, Alemanha e países de origem nórdica esse modelo de seguro é muito forte. No Brasil, o produto está chegando ainda, mas porque a América Latina é considerada um mercado emergente, então, essas operações são mais limitadas e as maiores são estrangeiras. No Brasil, as principais linhas que têm crescido bastante são os seguros cyber e D&O”. 

Vivência internacional 

A convidada também falou sobre carreira no exterior e alertou para os prós e contras da vivência internacional. “Trabalhar fora do Brasil tem uma série de questões envolvidas, como o fato de ser ou não cidadão, ter ou não licença de trabalho, ter uma qualificação que vai ser aceita no país. Não é simples, e fazer cursos não significa que você vai achar um emprego logo de cara”. 

“Todo o processo para eu chegar à AIG demorou cinco anos, e os dois primeiros anos eu levei só para aprender alemão, que é uma língua muito difícil. Aos poucos vamos nos encontrando e isso é parte de um processo de aprendizado para nos reinventarmos. Não tem um caminho fácil”, assegurou. 

Atualmente, a advogada atua na área de Financial Lines da AIG na Alemanha, com foco voltado para os países do sul da Europa, entre eles Portugal, Espanha e Itália. “O mercado de seguros é muito abrangente. Dentro da AIG, por exemplo, temos uma série de treinamentos internos e a cada vez que você aprende um pouco, você vê o quanto não sabe. Sem sombras de dúvidas é um setor em desenvolvimento e muito interessante”, finalizou. 

Último encontro 

Nesta quinta-feira, 17 de novembro, a Escola vai transmitir o último episódio do circuito “Empreendendo e Aprendendo”, com a CEO da VLZ Plataforma, Liz Barreto. Inscreva-se para acompanhar e clique aqui para conferir todos os encontros no canal da ENS no YouTube. 

Outras Notícias

05/58/2022 - 01:58

Confira o expediente da ENS durante a fase mata-mata da Copa do Mundo

ler mais

05/06/2022 - 10:06

Ensino autoinstrucional ganha espaço

ler mais

01/59/2022 - 11:59

Corpo docente é diferencial da pós em Regulação

ler mais

30/27/2022 - 01:27

Corretores de SP conheceram nova fonte de receita

ler mais