Economista do CPES destacou função econômica e social do Seguro

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   15 de Junho de 2018 às 11:42

Nos dias 5 e 6 de junho, a CNseg promoveu, em São Paulo (SP), o 6º Colóquio de Proteção do Consumidor de Seguros. O evento reuniu importantes representantes do setor de seguros e dos principais órgãos de Defesa do Consumidor.
 
Um dos palestrantes foi o economista do Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (CPES), da Escola Nacional de Seguros, Lauro Faria. Ele apresentou a palestra “Função Econômica e Social do Seguro”, na qual abordou temas como Mecanismo Básico do Seguro, Impactos Econômicos e Sociais do Seguro, e Mitigação de Perdas.
 
De acordo com o executivo, o objetivo social primordial do Seguro é permitir que famílias e empresas permaneçam financeiramente estáveis diante de dificuldades imprevistas da vida. “Ao abordar duas emoções humanas fundamentais, medo e esperança, a primeira relacionada a perdas e a segunda a compensação, o Seguro é parte intrínseca e essencial da sociedade. No entanto, ainda é mal compreendido”, disse.
 
O economista citou exemplos de como seria o mundo sem o Seguro. “Manter o padrão de vida após a aposentadoria e na velhice seria muito mais desafiador; mais empresas e pessoas sinistradas iriam à falência e mais trabalhadores perderiam o emprego; pessoas inválidas ou doentes teriam mais dificuldades para viver; a procura por bens de capital como automóveis seria menor face à dificuldade de cobertura do risco de roubo ou de danos com batidas, entre outros casos”, concluiu.

Outras Notícias