Corpo docente é destaque na formação de corretores

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   23 de Janeiro de 2018 às 16:59

A profissão de corretor de seguros vem se tornando cada vez mais atrativa e despertando o interesse de pessoas em busca de novas oportunidades profissionais. Isso se deve a fatores como flexibilidade e autonomia oferecidos pela carreira, além do potencial de crescimento do setor.
 
Para se tornar corretor de seguros é necessário obter habilitação exigida pela Superintendência de Seguros Privados (Susep). Uma das formas é conseguir a certificação é por meio do Curso para Habilitação de Corretores de Seguros, ministrado em todas as regiões do País exclusivamente pela Escola Nacional de Seguros.
 
As aulas são presenciais e conduzidas por professores experientes no meio acadêmico e também com vasta atuação no mercado. Assim, a transmissão de conhecimentos é feita por quem realmente entende de cada ramo abordado ao longo dos nove meses de estudos.
 
Essa também é a percepção de quem fez o curso, como o corretor Bruno César de Souza. “Só tenho a agradecer a todos os professores, que, com muita paciência e sabedoria, mostraram a cada aluno da minha turma um conhecimento novo sobre o seguro”, afirma.
 
O também corretor Edson Hautsch destaca, além da competência do corpo docente, a qualidade do material didático. “As apostilas passaram a fazer parte de uma verdadeira biblioteca de pesquisa para mim”, revela. Vale lembrar que, a partir deste ano, o material didático do curso passará a ser disponibilizado em ambiente virtual, o que irá facilitar ainda mais a consulta.
 
A formação completa de corretor de seguros é composta por três cursos: Capitalização, Vida e Previdência, e Demais Ramos. No momento, estão abertas as inscrições para o curso completo e para o de Capitalização. Com início em fevereiro, as aulas acontecerão em 68 localidades.
 
Os interessados deverão se inscrever no endereço sercorretor.com.br, onde mais informações estão disponíveis.

Outras Notícias