Acidentes de trânsito provocaram impacto econômico de R$ 199 bi em 2017

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   22 de Maio de 2018 às 11:30

Os acidentes de trânsito ocorridos no Brasil em 2017 tiveram um impacto econômico negativo da ordem de R$ 199 bilhões, cifra que corresponde a mais de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. Os dados são do Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (CPES), da Escola Nacional de Seguros.
 
O cálculo do CPES é baseado em indicadores do Seguro DPVAT e considera tudo o que seria gerado por vítimas fatais ou permanentemente inválidas no período economicamente ativo de suas vidas. O fator que mede a perda da capacidade produtiva é chamado de Valor Estatístico da Vida (VEV).
 
De acordo com o estudo, houve um aumento expressivo no número dessas vítimas no País, de 61,6 mil em 2016 para 83,5 mil no ano passado, gerando um impacto total das perdas produtivas 35% maior no período.
 
Segundo a coordenadora do CPES e uma das autoras da pesquisa, Natália Oliveira, os resultados surpreenderam pelo fato de que o Brasil vinha de um período de queda dos índices de violência no trânsito, mas, no último ano, os números dispararam. “Os dados são alarmantes, 90,5% das vítimas estavam na fase economicamente ativa e mais de 74% dos acidentes envolveram motocicletas, fazendo com que 59% dos acidentados fossem os próprios condutores”, alerta.
 
Ela destaca que o objetivo do estudo é chamar a atenção para a necessidade de investimentos nessa área. “Acredito que tenhamos dado uma grande contribuição ao quantificar monetariamente essas estatísticas, agora esperamos que as autoridades empreendam novas ações no sentido de melhorar a fiscalização, os mecanismos de punição e a educação no trânsito, que são os pilares para a redução desses números”, conclui.

Outras Notícias